Avançar para o conteúdo

LUGAR DE DESTAQUE PENÚLTIMA SEMANA DE JUNHO (20-25)

Mais uma semana do mês de Junho foi-se e as novidades do mundo da Cultura e Entretenimento não param. Leia abaixo, alguns assuntos que marcaram estes dois mundos.

FESTIVAL RAIZ MOSTRA-SE FRONDOSO NO PROGRAMA

Realiza-se até o dia 02 de Julho, na Cidade de Maputo, a 5ª edição do Festival Raiz, evento de cariz tradicional dedicado à música moçambicana, com vista a resgatar, preservar e divulgar a diversidade cultural enraizada em Moçambique.

Diferente dos outros anos, onde encontrava-se limitado quanto a sua programação, este ano, segundo pode ler-se numa nota divulgada pelo Festival, presente edição do Festival Raiz leva ao público uma programação diferente dos outros anos e itinerante, trazendo diversos espaços com propostas de concertos, cinema, conversas, oficinas, feiras de artesanato, gastronomia e literatura. Para tal, o festival vai realizar uma turnê por quase todos os lugares culturais da Cidade de Maputo, como o Cine Scala, Jardim do Centro Cultural Moçambicano Alemão (CCMA), Camões – Centro Cultural Português, à Fundação Fernando Leite Couto, o Centro Cultural Franco – Moçambicano.

PAULINA CHIZIANE COMPARA EDUARDO MONDLANE A JESUS CRISTO

Paulina Chiziane compara Eduardo Mondlane a Jesus CristoSegundo a escritora Paulina Chiziane, Eduardo Chivambo Mondlane, um dos fundadores e primeiro presidente da Frente de Libertação de Moçambique, deve ser comparado a Jesus Cristo, uma vez que ambos deixaram tudo para morrer pelos seus.

Segundo escreveu o Notícias, de acordo com Chiziane, Eduardo Mondlane possui um perfil similar ao de Jesus Cristo, porque foi criado numa situação de pobreza, chegou à universidade e largou tudo para vir unir os seus e lutar pela liberdade. Criticou a auto-negação, a busca de novos profetas e a falta da unidade nacional que inclui solidariedade e cultura. A vencedora do “Prémio Camões” criticou igualmente o abandono da medicina tradicional pela moderna, “temos que estudar”.

20 ARTISTAS PREMIADOS NO MOZ HIP-HOP AWARDS

Foram premiados no dia 23 de Junho, no Cine Teatro Gilberto Mendes, na cidade de Maputo, na primeira edição do Moz Hip-Hop Awards, organizado pela Nexta Vida Entertainment. Cerca de 20 artistas nacionais que trabalham em prol do crescimento do Hip-Hop.   

Segundo os organizadores, foram criadas 25 categorias, onde quatro distinções são prémios de menção honrosa a referências do Hip-Hop Nacional. Para a selecção dos artistas, foram olhados como critérios, factos como Popularidade, Criatividade, Qualidade e Repercussão das obras artísticas com referência ao ano 2021. A votação foi feita por 5 júris independentes da produção.

Dos premiados encontramos, Allan com Melhor Vídeo Clipe, Kiba The Seven & Jay Arghh com a música “Acordo De Paz”, que lhes mereceu Melhor Colaboração, Asnepas considerado melhor DJ, Ell Puto melhor Produtor. O título de Melhor Rapper MVP, foi para Dygo Boy, melhor Grupo De Rap Masculino, Trap Boys, melhor Rapper Masculino, Kloro, melhor Rapper Feminino Filady, Djimetta com Salavrados, foi considerado o melhor álbum, Laylizzy, No Fears, melhor Mixtape.  

Melhor Evento De Hip-Hop, Rapódromo; Melhor Programa Radiofónico De Rap – Clássico Hiphop Time; Melhor Grafiteiro – Shot B.Art; Melhor Gladiador – Dragon Rapper (Da Beira); Melhor Grupo De Rap Revelação – 9naconz; Melhor Director De Vídeo – Case Graphics; Melhor Agente Artístico De Hip-Hop – Dj Sidney Gm; Melhor Verso – Gabriel Flames (De Nampula); Melhor Grupo De Rap Gospel – Focus Label; Melhor Rapper Da Década – Duas Caras; Melhor Liricista – Azagaia; Prémio Rapper Activista HIV – Flash Enccy; Prémio “Rap É Compromisso” – Kuatro Ases (Da Beira); Prémio Carreira – Zito Doggystyle; Prémio Mérito Póstumo – Dr. Municua (Djovana) (Da Beira).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.