Connect with us

Fast Food

MultiChoice abre portas do emprego para cineastas moçambicanos formados na Zâmbia

Publicado

aos

Um dos objectivos da Incubadora de Talentos da MultiChoice (MTF, sigla em inglês) é garantir que o mercado do cinema e televisão de África tenha cada vez mais talentos formados para contar histórias com evidências africanas.

Este é o caso dos jovens cineastas moçambicanos Genilson Matuca e Dulany Sedemo, graduados da turma 2023, depois de 12 meses aprendendo ferramentas indispensáveis para produções audiovisuais na Zâmbia. 

De volta a Moçambique, os profissionais já ganharam inserção no circuito laboral, ao ser acolhidos por uma estação televisiva moçambicana.

Esta conquista é parte dos esforços da MultiChoiceMoçambique em garantir que a sua academia não se dedique apenas à formação, como também abre oportunidades, através de parcerias locais, para que os seus formados possam ter inclusão profissional.

Neste momento, estão criadas as condições para que todo o exercício iniciado na Academia MTF possa ter continuidade e que, a breve trecho, se efective o maior resultado – contar as histórias autênticas africanas.

Esta oportunidade é uma lufada de ar fresco para os dois artistas, à medida que o mercado do cinema e televisão em Moçambique continua abaixo das expectativas, comparando com cenários internacionais.

Aliás, Genilson Matuca e Dulany Sedemoconcordam que a falta de investimentos no sector é um dos calcanhares de Aquiles, mas apreciam a porta que se abriu’, capaz de elevar as suas criações.

Para os jovens recém-formados, o estágio profissional em exercício é fundamental como porta de entrada em grandes projectos. Por exemplo, Matuca diz ter muitos projectos em desenvolvimento – séries e filmes de curta e longa-metragem –, mas sem produto palpável ainda. Por isso, assume que “o maior objectivo da formação ainda não foi cumprido, mas estamos a trabalhar, em colaboração com as turmas passadas e outros profissionais da área, para a produção destas histórias”.

Já Dulany Sedemo, como roteirista, está a preparar uma telenovela e espera que, a qualquer momento, comece a produção desta e outras histórias. Nessa altura, o jovem diz que irá se sentir a contribuir, efectivamente, para contar histórias autênticas africanas.

“Penso que projectos de formação, como MTF, são um bom contributo para isto acontecer, e, a seguir a isto, precisamos trazer investimentos para a área audiovisual, para além de trabalhar no marketing”, sustenta Matuca, acrescentando que “temos muito potencial e riquezas que, aliados ao cinema ou televisão, podiam ser vendidos de forma natural ao mundo fora”. 

Sedemo partilha da mesma opinião, assegurando que o futuro do cinema em Moçambique é muito promissor.

Ainda assim, os profissionais não descartam a possibilidade de apostar no empreendedorismo, até porque é uma das “habilidades que aprendemos na academia”, onde “tivemos técnicas de comoescrever e fazer apresentações de propostas para criação de uma produtora independente”, conta Matuca, em jeito de conclusão

Continuar a ler

Fast Food

El Francés chama Twenty para lhe ajudar a pedir lulas

Publicado

aos

No dia de hoje, o músico moçambicano El Francés lançou seu mais recente single “Me dá da da” em parceria com Twenty Fingers.

Disponível no canal do YouTube de El Francés, o vídeo da música já está a encantar os fãs com seu vídeo. Intitulada “Me dá da da”, a música não apenas cativa os ouvidos com sua batida de kizomba, mas também apela aos olhos com um uso da natureza e cores vivas, sem perder a elegância.

Com préstimos visuais de Cr Boy, o vídeo narra a história de um homem que pede o amor mais profundo e íntimo de uma mulher, em um estilo típico dos cantores.

Continuar a ler

Fast Food

Dygo rende-se ao talento de Percella e Kheid Naldo

Publicado

aos

Hoje, o rapper moçambicano Dygo Boy, rendeu-se a música “Do Lado (Tu La Tu)”, pertencente a Kheida Naldo e Percella.

Através de sua página oficial no Facebook, Dygo compartilhou o hit com seus seguidores, descrevendo-o como um “banger”.

O elogio caiu bem aos fãs dessas artistas que alegraram-se pelo reconhecimento vindo de Dygo.

Continuar a ler

Fast Food

Nelson Nhachungue: “Venho da melhor escola dos Best Rappers”

Publicado

aos

Nelson Nhachungue

Nelson Nhachungue é uma das figuras que se juntaram recentemente a Dice para a gravação da música Volvo, na qual fez uma homenagem a Track Records, reconhecendo-a como a melhor escola dos Best Rappers.

Assim como Júlia Duarte, Nhachungue adoptou por uma participação fora do habitual, saindo da sua zona de conforto para o Rap, aliás, esta não é a primeira vez que o músico demonstra as suas habilidades naquele género.

Já assim o tinha feito com proeza na música “Dizer não”, produzida por G2, referente ao seu primeiro álbum, intitulado Histórias de 918.

Sobre a sua participação na música “Volvo”, importa destacar um trocadilho interessante sobre a sua esposa, Neyma Nacimo: “Nunca paguei para sexo, espalhem a notícia. Garato de programa, só se for topíssima”.

A música já está disponível em todas plataformas digitais e conta também com a participação de DJ Bavy, Júlia Duarte e Djimeta.

Continuar a ler